Avançar para o conteúdo principal

DOCE DE TOMATE (ALENTEJANO)


2,5 Kg tomate maduro
1,250 Kg açúcar
1 Pau de canela
2 Tiras de casca de limão
2 Cravinhos (cabeça)

Pele o tomate, para facilitar, depois de lavados dê um golpe na pele em cruz no lado oposto ao pedúnculo. Introduza durante alguns segundos o tomate em agua a ferver. Retire-o e mergulhe-o em água bem fria(numa tigela).depois é só puxar a pele.
Abra o tomate ao meio, na transversal e aperte-o para expelir as sementes.
Ponha-o a escorrer.
Depois do tomate preparado introduza-o na panela de aço inoxidável – em camadas alternadas com o açúcar. Junte a canela, a casca do limão e os cravinhos.
Se lhe for possível deixar ficar assim durante algumas horas (vai ficar com mais sumo).
Leve ao lume.
Se o tomate tiver largado muito sumo e o açúcar estiver desfeito, aplique lume forte. Se não, lume brando até o açúcar estar completamente dissolvido.
Deixe então cozer, com o lume muito forte e o recipiente destapado durante 20 minutos e nem mais um segundo – termómetro nesta altura atinge 104º ou 105º- temperatura para uma boa conservação do doce. (eu não uso termómetro).
Deite o doce imediatamente em boiões de vidro escaldados e bem secos (no forno9, enrosque a tampa e guarde, encha os frascos até mesmo aos bordos. Parece que vai vir fora. Enrosca  a tampa e vira os frascos com a tampa para baixo.
Cobre os frascos com um pano e deixe arrefecer completamente.
(Cuidado com as correntes de ar, pois arrebentam os frascos).

Nota: quando o doce está pronto, retire a espuma, com ajuda de uma escumadeira molhada em agua fria.

PARA  ESTERILIZAÇÃO DOS FRASCOS : Clicar Aqui

PARA VER IMAGENS:  Clicar Aqui

Comentários

Mais vista:

Tutorial como fazer capa de livro

Resultado:

1º - Cortar o pano no tamanho do livro, deixando margens com cerca de 2 cm no cimo e em baixo, para meter a capa dentro, deixar cerca de 5 cm, de cada lado.
Começar por fazer, uma beira a todo o lado com cerca de 1 cm, (na foto abaixo, já tem a beira a toda a volta):


2º -No ponto (1º e 2º) do cimo e de baixo, virar para dentro até ás extremidades do livro, vai ficar no interior, costurado no próprio tecido, só no fim de costurado virar os pontos (3º e 4º) dos lado para dentro e só cozer ao cimo e em baixo.  Conforme fotografias:






3º Conforme a 1ª foto, enfia-se a aba do livro, levanta-se as folhas todas do livro na vertical  e vira-se a outra aba, conforme o restante pano de sobra, marca-se com um alfinete. Costurar conforme se procedeu na outra aba.


4º Enfiar ambas as abas no livro e ver, se está na medida, arrematar as linhas.
5º Retirar a capa do livro para cozer o botão , fazer o cordão de croché e bordar.

Esquema do bordado:



Esquema do segundo bordado:




Esquema da cruz…

DOCE DE DIOSPIRO

Que fazer com tantos dióspiros ou caquis? Solução: fiz doce

Ingredientes:

1 kg de diospiros
1 kg açucar
1 pau de canela

Preparação:

Lavei os diospiros e com uma faca retirei as peles e os pés.
Verti numa taça a polpa e triturei com a varinha mágica até ficar delido. Em seguida, coloquei o pau de canela e o açucar num tacho com 1 dl de água, levei ao lume até fazer ponto médio. Verti o dióspiro, na panela, mexi sempre até ficar mais espesso o doce. Verti em frascos esterilizados; como esterilizar frascos? Clicar Aqui Ficou uma delícia!

Pão Doce (Receita Original – Do norte de Portugal)

1 kg farinha 12 ovos = 11 gemas + 1 ovo inteiro 150 gr manteiga 100 g fermento de padeiro 250 dl. De água 300 gr açúcar Pau de canela q.b. Casca de limão q.b. Casca de laranja q.b. Banha de porco (1 colher de sopa) Vinho do porto e sal q.b.
Ferve-se a agua ( um pouquinho acima da medida para ficar com o aroma das cascas) com o pau de canela, casca de limão e casca de laranja, depois de estar bem cozido, retira-se do lume, mete-se a medida certa para outro tacho (Só a agua).  Em seguida adiciona-se o sal, o açúcar, a banha, o vinho do porto e um pouco de sumo de laranja e a manteiga, deixar ferver até derreter as gorduras. Apaga-se o lume e reserva-se a calda.



Amassa-se o fermento num pouco de farinha e deixa-se levedar, enquanto isso batem-se os ovos, mais ou menos 20 minutos (até ficar o dobro e quase brancas).


Amassa-se a restante farinha com o fermento, junta-se a calda morna e amassa-se bem, por fim junta-se os ovos e amassa-se até a massa ficar macia e não colar aos dedos (se fo…